Conquista histórica no Festival de Dança de Joinville

Cassius Venera participou na categoria Jazz Solo Masculino com a coreografia “Algo Mudou em Mim”, do professor Edson do Nascimento

A Escola de Dança da SCAR cnseguiu uma conquista histórica!

, que pela primeira vez teve três coreografias selecionadas para o palco principal da Mostra Competitiva do Festival de Dança de Joinville, conseguiu um resultado ainda mais especial com o .

O bailarino Cassius Venera ficou em 3º lugar na categoria Jazz Solo Masculino apresentando a coreografia “Algo Mudou em Mim”,  do professor Edson do Nascimento. A apresentação teve média de 9,06 na avaliação dos jurados.

Para o coordenador de dança da SCAR, Roberto Saurini, “As notas foram muito altas, em qualquer outro festival ele ganharia o primeiro lugar. Mas em Joinville o nível técnico é extremamente elevado e a competição bastante acirrada, o que nos dá ainda mais orgulho do trabalho realizado por todos os nossos professores e alunos.”.

Cassius começou a dançar aos 8, no projeto Mais Dança da SCAR, na modalidade Danças Urbanas. Depois de 4 anos no projeto, identificado como um talento em potencial, ganhou uma bolsa para jazz e ballet na Escola de Dança.

Hoje com 15 anos, já mostra maturidade e segurança de bailarino experiente. “Eu fui para o festival sabendo o que eu tinha que fazer, não fui pensando em ganhar porque estar lá já era uma vitória. Foi a melhor experiência que eu já tive na vida, foi maravilhoso, é o sonho de qualquer bailarino dançar em Joinville. O meu primeiro solo de jazz entrou no maior festival do mundo e ainda ganhou premiação!”, comemora.

O coreógrafo Edson do Nascimento, professor de jazz da Escola de Dança, destaca o resultado como fruto do trabalho de longo prazo: “Eu já sabia que a noite seria bem concorrida e que detalhes fariam a diferença. Estou imensamente feliz, foi minha primeira vez participando como coreógrafo na mostra competitiva e a avaliação positiva dos jurados só reforça a certeza de que estamos no caminho certo.”

A Escola de Dança da SCAR teve três coreografias selecionadas para a Mostra Competitiva e três para os Palcos Abertos do Festival de Dança de Joinville, que vai até 27 de julho no Centreventos Cau Hansen. A coreografia Submersas, também de Edson do Nascimento, conseguiu a mesma média 9,06, mas na categoria Jazz Conjunto Júnior a média das notas foi mais alta e o grupo não conseguiu a classificação entre as primeiras.

 

 

ESCREVA UM COMENTÁRIO